31 julho 2013

Mais uma etapa vencida

Cof, cof... Quanta poeira!

Dei uma sumida significativa daqui e nem sei porque. Talvez seja por desanimo em postar, ou por conta do trabalho, ou porque o mundo blogueiro não é o mesmo. Posso estar enganada, mas poucos raríssimos, diga-se de passagem – são os blogs que postam coisas do cotidiano, que mantem a mesma linha de uns anos trás. A sensação que tenho é que as pessoas não fazem desse diário virtual um diário de verdade e sim uma fonte de ter seus 5 minutinhos de fama. Ooooouuu, o facebook tá roubando aquela chuva de atualizações da minha lista de favoritos. Maaaaaaas, enfim... De quem eu gosto eu leio SEMPRE, posso não comentar mais leio. 

E nesse quase um mês de ausência tenho uma, uma não várias, novidades pra contar. Uma delas é que de maneira rápida, sútil e sem sofrimento eu finalmente tirei a mamadeira da madrugada do Junior, era a causadora de muitas noites mal dormidas pra mim e pra ele. Num dia, trocando ideia com as minhas Primíparas (elas sabem rs) percebi que ou eu tirava ou eu tirava, mas pra isso eu precisava de que o papai ficasse por, no mínimo, 3 dias em casa para que a operação fosse realizada com sucesso rs. Mas porque eu precisava desses dias? Porque o homi acorda as 4:20 da matina, vai ralar pra trazer o nosso pão de cada dia, chega por volta da 4:30 da tarde; ás 6:00 começa a se arrumar para ir pra faculdade, sai e só volta ás 10 da noite. Jantamos (nós 2, claro!) e ele vai dormir por volta das 11:00 pra acordar ás 4:20 e repetir todo o ciclo novamente. Isso de segunda a sexta, sendo que as vezes tem trabalho aos sábados. Então, seria muita falta de consideração minha atrapalhar as pouquíssimas horas de sono que ele tem.

Então, tivemos esses tão sonhados dias (não lembro a data) e enfim, coloquei meu plano em prática. Uns dias antes, eu já tinha passado a fazer meia mamadeira só pra constatar se era fome ou hábito. No fim constatei que era hábito – suspeitei desde o principio ¬¬'. E nesse feriado eu vi e a chance de tirar esse bendito hábito do pequeno. Como sempre, eu fiz a madeira por desencargo de consciência (vai quêêê?) e coloquei ele pra dormir. E como sempre, por volta das 3 ele acordou, levantou no berço e chorou. Peguei ele pra minha cama, mas não dei a mamadeira. Ele chorou por uns minutos, se revirou um pouco e voltou a dormir. Por volta das 7 da manhã ele acordou e ai sim dei a mamadeira. 

E assim foi durante aquela semana. Como o desmame, foi um processo rápido, sem sofrimento pra nós dois e sem atrapalhar o sono do papai. Uma outra coisa que colaborou bastante para a minha decisão e que ajudou esse processo foi o desverrugamento dele (leiam pra entender melhor). Falando nesses desverrugamento... De vez em quando ele tem umas recaídas e procura a verruga na hora de dormir, ás vezes chega a ser tenso porque tem choro e tudo quando não deixo ele pôr a mão. Maaaaas, voltando... Juntei o útil ao agradável e o saldo foi super positivo. Hoje, o Junior finalmente dorme a noite toda! Acorda ás 7/8 da manhã e dou a mamadeira dele. Agora, eu quero que ele levante da cama esse horário, mas tem feito muiiiiito frio e se nem eu consigo levantar a essa hora como vou conseguir fazer ele levantar?

Quando o inverno acabar, quero fazer ele acordar mais cedo. O horário de sono tá meio bagunçado, ele acorda umas 11 da manhã, acaba indo tirar a soneca depois das 3 da tarde e com isso acaba indo dormir depois das 11 da noite, muito tarde. Também virá o desfralde (oremos desde já). Porque, né, haja roupa mijada e como elas vão secar com esse tempo?? Por isso, os dias de fraldas entram em contagem regressiva e o bolso do papai agradece! Ano que vem também tem escola e quero que ele vá com o pintcho escondido numa sunga e não numa fralda descartável.

Outra coisa muito importante é a fala. Junior deu um triplo twist carpado! Fala papai, mamãe e caiu explicadinho;  canta alguns trechos de músicas com algumas palavras, ou quase todas, emboladas; conta até 10. O que me chama muita atenção é que ele aprende mais com o pai do que comigo. E acho lindo o Maicon falando e ele repetindo. Quando ele chega do trabalho, Junior solta um "paaapaaaaii!" com tanto entusiasmo que não tem como ficar inerte. Ontem eles passaram o dia inteiro sozinho, precisei resolver algumas coisas e deixe os 2 em casa. Me encontrei com eles na casa da bisa, Junior estava dormindo e já tinha brincado e falado bastante. 


É isso. Obrigado se você teve saco de ler tudinho.

05 julho 2013

Sobre parcerias...

Tá ai um assunto delicado de se tratar e que vejo muitas blogueiras fazerem ser ter ao menos um noção: Parceria!

Esse post é mais como desabafo e toque pras meninas que fazem, me decepcionei ao fazer com algumas e quero que você que se interessa pelo assunto entenda o outro lado da moeda.

Logo que criei a GS Arte Visual, recebi algumas propostas de parceria. Como eu não conhecia muito do assunto, me vi tentada pela proposta das blogueiras e fiz. A maioria das parcerias funciona assim, a empresa fornece um de seus produtos para ser sorteado entre os leitores do blog parceiro e dá um para a blogueira, em troca tem sua logo colocada no blog parceiro. Dai faz-se um sorteio entre os leitores e o resto vocês devem imaginar como funciona/acontece. Quando essa parceria é feita, a empresa espera da blogueira ao menos uma divulgação dos seus produtos, mas não é bem assim. A maioria delas, depois que recebe o seu brinde, simplesmente esquece da empresa! A logo vira um bibelô no blog dela! (desculpem, mas é assim que eu vejo).

Não sei se elas pararam pra pensar nisso, mas a empresa faz a parceria não é pra dar produto ou fazer ter mais seguidores ou leitores. A empresa faz a parceria porque espera o mínimo de divulgação dos produtos dela, ou indicação de clientes e ambos - empresa e blog - possam crescer juntos, de mão dadas. Muitas blogueiras, tem 2/3 parceiros que trabalham com o mesmo produto.

Ahh, mas porque você tá falando isso? Porque eu me senti lesada, traída e explorada! E vou te contar um segredo, tem muita empresa decepcionada com as parceiras que possui pelo mesmo motivo que eu! Como eu descobri? Simples, troquei "figurinhas" sobre o assunto com algumas.

Eu não me importo de fazer parcerias. Mas já se deram conta que o produto dado sai do nosso bolso? Que custa o nosso tempo? E o que a gente recebe em troca? NADA! A única coisa que valeu a pena até agora pra mim foram os likes da fan page. Nunca tive UM cliente que falou "achei você através da fulana de tal".

Então, quando forem pedir parceria com alguma empresa, não priorize só GANHAR o brinde, ou aumentar o tráfego do seu blog, ou até mesmo ganhar dinheiro com isso. Pense também que a empresa MERECE a sua dedicação, lealdade e compromisso do mesmo jeito que ela tem com você.

Posso estar tocando na ferida de muita gente, mas eu fiquei muito, muito chateada com o que passei. Principalmente ao ver uma blogueira, que se dizia minha parceira, fazendo orçamento com outra pessoa. As artes que fiz pra ela ela fez o quê, deletou? Poxa custou meu tempo, minha criatividade. Fiquei triste, sim senhora!

Parem e pensem bem nisso. Eu não quero que se sintam ofendidas, mas podem ter certeza que fazendo isso, a empresa fará mais por vocês também. Tem umas que estão abrindo mão de parcerias por falta de compromisso das blogueiras. Se você não tem tempo pra colaborar, pelo menos não explore, porque ninguém quer trabalhar de graça!

Desculpem o desabafo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...