06 março 2012

To certa ou to errada?!

Gente me ajuda! Leiam com muito carinho o que vou relatar e depois (por favor) me digam se eu to exagerando. O post vai ser longo...

Como todas, ou quase todas, sabem eu tenho um labrador. O Marley é um cachorro dócil, carinhoso e muito importante pra mim e Maicon. Ele foi o primeiro sonho realizado que tivemos. Amamos ele muito! O Único defeito dele é que ele é muito bruto pra brincar, justamente pelo tamanho que tem. 

Pois bem, agora vou contar a história dessa casa onde moro atualmente.

Sou nascida e criada nesse local, conheço muitas pessoas. Em 2006 minha avó faleceu e esse quintal onde moro ficou marcado pra toda família. Minha avó era querida por aqui, na igreja on congregava, pela família. Enfim, por todos.

No ano seguinte, meu padrasto comprou uma casa e nos mudamos (eu ainda não era casada). No quintal tem 3 casas. A da minha tia, que mora em outra cidade, nos fundos, a do meu tio no meio e a da minha mãe na frente. Nessa época meu avô ainda era vivo e ano seguinte ele faleceu. Com isso, ficou o meu tio morando no quintal.

No ano em que me casei, 2010, minha mãe resolveu alugar a casa dela. Ela me dava o dinheiro do aluguel pra ajudar com os preparativos do casamento e depois dele me ajudou com o aluguel da casa em que morei. Mesmo conhecendo aqui, minha mãe não queria que eu voltasse. Aqui não é lá aquele lugar que agente diga "Nossa que lugar bacana. Quero morrer aqui."

Pois bem, mas imprevistos acontecem. Tive que sair da casa em que morava, comi "o pão que o diabo amassou" e acabei voltando pra cá. Agora é que vai começar o problema.

Quando me mudei, meu tio adorou o cachorro. Disse que ia ser bom, ia dar mais segurança pra gente e tal. Quando ele tomava as caxaças dele (sim, ele gosta duma birita) ficava lá, doidão, levando o maior papo com o Marley. 

Ele fica num canil, porque meu tio sempre implicava quando ele estava solto. O motivo era que o Marley ficava pulando em cima dele. Mas ele dorme solto e quando acordo eu prendo ele.

De uns 3 meses pra cá ele simplesmente tomou birra do cachorro. Todas as vezes que eu ou Maicon vai pra soltar o Marley ele reclama. Fala que ainda vai no portão, e blá, blá, blá.

Desde que ele começou com a implicancia, começamos a discutir e parei de falar com ele. De vez em quando rola um barraco por aqui. Mas agora a discussão tá tomando outro rumo. 

Quando voltei pra cá, eu queria colocar a casa que moro independente. Fazer um muro e ficar com um quintal, mesmo que pequeno, pra mim. Justamente, por que eu já imagina que tudo isso poderia acontecer.

Essa semana tivemos uma discussão feia, mas muito feia. Ela falou em matar o Marley! Quando ouvi isso falei um monte pra ele. Mas agora, como eu já disse, as discussões estão tomando outro rumo. Quando discutimos, falo em fazer o muro e ele sempre diz que não.

Meu tio sempre foi egoista. É o tipo de pessoa que quando bebe se revela. Ele acha que tudo aqui é dele, quer mandar no 'pedaço' da minha mãe.

Descobri que ele está trazendo gente que não presta pra casa dele. Só que eu moro no quintal também. Tenho meu filho e não vou tolerar esse tipo de coisa. 

Ontem falei com a minha mãe. Ela está me apoiando e disse que se ouver outra discussão pra chamar ela.

Eu entendo que o Marley é bruto. Mas ele não entende que quando o meu tio brincava com ele era de falsidade. Ele é um cachorro. Posso bater nele e na mesma hora fazer carinho que ele vai aceitar.

O Junior tem medo do Marley. Eu queria tanto ver eles brincando. Como vejo muitas mamães relatarem.

 O Marley é agitado por ser preso. Quando casei ele era traquilo, ficava solto o tempo todo.

Eu e Maicon temos planos de comprar nossa casa, mas só no fim do ano. Se as coisas continuarem assim, terei que alugar uma casa e ir embora.

Só me digam se eu to exagerando??


3 comentários:

  1. Nossa, a situação realmente é delicada, pelo que li, não acho que é exagero, e sem querer te desanimar, acho que se vcs nao fizerem nada pra mudar essa situação, a coisa pode piorar. Não tenho como falar o que acho que devem fazer, um muro seria uma boa opção, mas e se seu tio começar a implicar com o "latido", mesmo que seja pouco, do Marley?!?!Eu, sinceramente, teria medo de continuar morando ai, porque uma vizinha minha já matou meu gatinho e é muito sofrimento... se for possivel, muda dai, assim vc corta o mal pela raiz.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que barra heim Grace.
    Putz, já pensou em alugar essa sua casa e ir morar em outro lugar? Essa parte da casa pertence a vocês, ele pode até "implicar" mas na real nada poderá fazer. Quanto ao Marley, seu filhote e ele só poderão ser amigos inseparáveis qdo o seu cão não estiver mais sendo tratado como prisioneiro, imagina como ele deve estar se sentindo...sempre solto, e agora poucas horas de liberdade... Não se desfaça dele, se não puder se mudar de lá, faça o muro, procure um advogado para te auxiliar, ou até mesmo coloque a casa a venda... Família é ótima, qdo cada um esta em seu canto rs


    Boa sorte aí viu.


    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Ih matar nao...para isso mais vale por num canil ou dar alguem de confiança...ag matar sou contra..eu tnh um cao cego, ja ta feinho e ta ali, nao foi morto nao... rs
    Ele e bruto mas e msm dele...ele nao e mau optimo ne querida.
    bj

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante pra mim!

Obrigado pela visita!!!

♡ Grauce e Junior ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...