30 novembro 2012

O 'causo' da agressão!



Hoje Junior teve consulta com o pediatra. Levantamos cedo, nos arrumamos (tá vai, eu arrumei a mim e a ele rs) e partimo rumo ao Dr. Junior.

Chegamos no consultório e como sempre tinhas umas crianças (não vai ter cavalo, sua anta!rs). Junrio sempre chega meio timido, meio to com vergonha e depois se solta. Daí ele começou a brincar com os 2 menininhos. E eu fico feliz em ver ele interagir com crianças da idade dele, já que aqui ele é criado "preso" (juro que explico isso em outro post).

Tudo muito bem, tudo muito lindo. Até que o Junior, meu filho que tanto dou carinho, dá um puta empurro num meninho de 1 aninho. Gente, aquilo me destruiu! Ele nunca, nunca tinha agredido qualquer outra criança. Na mesma hora eu o repreendi, disse que aquilo não podia, que era coisa feia! Mas a minha frustração foi enorme!

Não temos o costume de fazer brincadeiras de tapinha, chutes, empurrões. São coisas que vão estimular a agressividade na criança, devemos brincar com atividades próprias pra idade. Por isso a minha frustração! Criamos ele com todo amor e carinho, sem agressões e gritos. Eu e marido somos super pacificos em casa, pouco discutimos (palmas! clap, clap, clap!) e se temos alguma diferença é tudo conversado e o Junior tá indonesse ritmo.

Vejo muito a Supernanny, não a brasileira. Amo a Jojo! Aprendi muitas coisas com ela e estou fazendo várias. Uma é abaixar na altura da criança pra chamar a atenção, e isso virou um hábito. Se ele apronta, ou estou pedindo pra deixar de fazer algo e ele não obedece, é automático. Eu abaixo, quase que sento no chão e digo: "Junior não pode!" E complemento dizendo sobre o objeto. 

Por exemplo, ele tem a mania de pegar minhas vazilhas de plástico pra brincar. Não tem como, tirar do alcance dele. Mas a coisa tava tão, tão crítica, que chegou ao ponto deu chegar na sala e todas estarem lá. Daí fui radical! Toda vez que eu via ele mexer, fazia a tática do abaixabrigaexplica. E a explicação era assim: "Filho, isso não é brinquedo seu! Não pode! É da mamãe fazer papá! Não pode!" E aos poucos ele entendeu! Se eu disser que ele não pega ainda, estarei mentindo, mas melhorou bastaaaaaaante.

Entendem porque me frustrei, me magoei! Não rola agressividade, não rola grito. Dar um tapinha, menos. Já rolou, mas sinto que a conversa seguida da explicação funciona muito melhor.

Ele andou meu bebescente, sabe. Quando era contrariado gritava, vinha pra bater na gente, puxava os próprios cabelos. E nesse sistema de criação controlamos isso. Foi uma ação conjunta, era eu e papai no mesmo barco. Se fosse ele quem visse a "crise" de estressa, chamava a atençaõ dele na hora. "Ei, Junior! O que é isso, vamos manter a calma! Que coisa feiz um bebê lindo desse estressado." Era isso, seguido de um abraço com "calma, calma'. E funcionou!

Não quero que meu filho seja agressivo com os amiguinhos, já que a idéia da escolinha ainda não foi descartada.

4 comentários:

  1. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  2. Nega, eu li e pensei...como ser mãe sem perder o controle nessas horas?rsrsrs
    Sei que é serio, mas como vc mesma disse, sue filhote não tem influencia dentro de casa porque vcs dois conversam com ele, não brigam na frente dele, daí a questão: de onde sera que eles tiram essas ideias de ações que devem deixar a mãe um tanto com vergonha né...Mas acho que é coisa de criança mesmo, vejo muitas crianças fazendo isso, logico que os pais devem podar, mas acho que por se tratar de crianças e ainda neste caso o junior é um bebe ainda, vai fazer dois anos...Criança é inteligente, s evc agora podar e dizer com um certo rigor que não pode ele vai se habituando a não agir assim, e talvez ele haja assim justamente por não conviver com outras crianças, talvez qd vc o colocar na creche isso melhore porque querendo ou não ele vai precisar se habituar a dividir o espaço com outras crianças...Bom é uma opinião bem leiga porque ainda não tenho meus filhos...Bjinhos flor e otima semana!

    ResponderExcluir
  3. Mais é assim mesmo, quanto mais a gente evita sempre acontece, tbm assisto a jojo é um máximo, assim eles vão aprendendo mesmo, a gente repreendendo eles.Bjs

    mamaenathan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. olha eu nem saberia qual minha reação, a clarice tb e tão pacifica, mas a gente tem q estar pronta ne? Nossa mas posso ate imaginar sua frustração... mas ja q ele fez uma vez, agora ele sabe q ñ pode ne, assim, vc explicou p ele e é esperar para ñ acontecer novamente... torcendo^^ bjsss

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante pra mim!

Obrigado pela visita!!!

♡ Grauce e Junior ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...