15 junho 2011

Liberdade e Respeito Pra Ser Mãe do Meu Jeito - Blogagem Coletiva






Começou já na maternidade. Na quinta-feira de manhã, uma enfermeira vem até a porta do quarto dizer que "os bebês também sentem calor". Mas não estava calor pra deixa-lo com os bracinhos e perninhas de fora. No dia da minha alta, me entra uma enfermeira no quarto mandando as mamães tomarem banho, porque no hospital tinha rotina e as meninas da limpeza precisavam lavar os banheiros. Nessa hora o Junior estava aos prantos querendo mamar, porque ele tinha dificuldade de "pegar" o peito. Do nada, ela vira pra mim e manda um: " Seu filho tá morrendo de fome!!!"

Primeiro, eu não ia largar meu filho chorando de fome pra tomar banho, só porque tinham que lavar o banheiro. Segundo, até parece que eu não sabia que ele tinha fome (ele estava chorando justamente quando tentava mamar). Terceiro, quem era ela pra chegar cheia de autoridade? Minha mãe não trabalha num hospital! Tive que engolir à seco né!

Outro dia, veio uma vizinha ver o Junior e justamente na hora do banho. E depois do banho ele toma o guinguin dele, pra tirar seu soninho. Ele ainda tinha dificuldades com a pega e ela me manda um "É assim mesmo, daqui a pouco ele pega." P... eu sei disso (me desculpem, mas eu preciso colocar pra fora), eu conheço muiiiiito bem o meu filho, afinal, quem pariu foi eu!!!!

Antes de ele nascer queriam me ensinar a cuidar do umbigo. "Bota polvidine". "Bota sinta". "Enrola na gase". E eu não fiz naaada disso. Era só lavagem durante o banho e limpeza com alcool. Levou 11 dias pra cair. Depois que caiu, era um tal de "bota moeda que o umbigo dele tá pra fora". Caraaamba, tinha dois dias que tinha caído. Hoje está lindo como nenhum outro umbigo. #mamãesissi

Outra é a chupeta. "Tenta que ele pega." ou "Não adianta, ele não vai pegar." Mas que vou tentar até ele pegar. É muito duro seu filho chorar porque quer sugar pra dormir, mas já estar de barriguinha cheia e se chupar o peito o leite sai. 

Estão querendo até me dizer a hora de introduzir mamadeira, papinha, suco... e por ai vai.

Me permitam fazer algumas perguntas: Quem carregou 37 semanas e 6 dias na barriga? Quem foi que colocou no mundo? Quem fica sem dormir? Que amamenta ele? Quem vai sustentar e educar? Pra todas as perguntas uma resposta: Eu!!!

Sei muito bem que cada um tem sua experiência. O por isso mesmo a experiência é sua. Não importa se tem um ou dez filhos. Cada um criou ou cria seu filho à sua maneira e, mesmo que para os outros seja errado, ao seu ver foi ou é certo. Não é porque sou mãe de primeira viagem que não sei cuidar de um bebê. 

O lado mãe nasce no instante que descobrimos a gravidez (pra quem é mãe mesmo gente, não pras irresponsáveis). Desde a gravidez agente vai ao médico, faz exames pra cuidar da saúde deles. Compra as roupinhas e os móveis pra que eles fiquem bem vestidos e tenham conforto. 

Só peço uma coisa: Liberdade e respeito pra ser mãe do meu jeito!

4 comentários:

  1. Oi Grauce, acho que vc não deve se estressar tanto com os pitacos alheios, isso acontece com todas as mamães, é realmente irritante, até quando o marido tenta dar uma opnião agente não gosta muito, pois temos nosso instinto.
    Deixa entrar por um ouvido e sair pelo outro, a gente sabe o que é melhor para o nosso bebê.

    Beijos e boa sorte!
    Jaque

    ResponderExcluir
  2. Apoiada !!!!!
    Concordo totalmente com essa postagem !!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Então menina, eu concordo com você, não é porque fulana criou de um jeito e só pq o meu pe diferente do dela significa que esteja errado!

    Eu sou das suas, eu carreguei, eu pari, eu sustento, então eu sei o que é melhor!

    E que esse post sirva pros palpiteiros de plantão a deixarem a língua dentro da boca!

    Beiiijos

    ResponderExcluir
  4. Tem selinho pra você lá no blog!!
    Beijos.
    minicasamentodf.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante pra mim!

Obrigado pela visita!!!

♡ Grauce e Junior ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...