19 fevereiro 2011

Momento: Grávida Pode...?? Comida

Hoje vamos falar sobre a alimentação, algo muito importante para a nossa saúde e principalmente o crescimento do bebê!

Comer Bife de Fígado?
Os especialistas recomendam uma certa cautela no consumo de bife ou qualquer outro produto à base de fígado (como patê de fígado ou o famoso foie gras), porque sua carne contém altos níveis da forma retinoica da vitamina A, que pode fazer mal para o bebê em desenvolvimento, especialmente no primeiro trimestre de gestação.

Por isso, embora o fígado tenha fama de um bom alimento, para grávidas o melhor é não comer. Se bater aquele desejo enorme de comer um bife de fígado, coma um pequeno, que provavelmente não vai fazer mal, se for só de vez em quando.


Esse cuidado vale, na verdade, para qualquer vitamina ou suplemento mineral que você tome. No caso específico da vitamina A, ela pode aparecer de duas formas: a retinoica, de origem animal, e o betacaroteno, vegetal. Assim sendo, fique de olho nas fórmulas de qualquer produto que for usar e certifique-se de que contenha vitamina A em sua forma de betacaroteno, não na retinoica.


Outra preocupação que se deve ter ao ingerir bife de fígado é para que seja bem cozido, a fim de evitar possíveis contaminações pela bactéria da salmonela ou do parasita da
toxoplasmose.

Se sua preocupação é combater a
anemia durante a gravidez, converse com o médico porque ele deve receitar um suplemento de ferro para você tomar durante a gestação. Leia mais informações sobre como comer bem na gravidez. 

Comer Carne Malpassada?
Carnes (bovinas ou suínas) e aves cruas, malpassadas ou defumadas devem ser evitadas durante a gravidez, devido ao risco de conterem a bactéria da salmonela e o parasita da toxoplasmose, entre outros problemas.

A intoxicação alimentar por salmonela pode ser uma doença grave, cujos sintomas incluem diarréia e vômitos severos, dor de cabeça, dor abdominal e febre. O tratamento exige antibióticos e reidratação com soro para suprir todo o líquido perdido pelo corpo. Dependendo do quadro, pode haver necessidade de hospitalização. Lembre-se de que, com a gravidez, o sistema imunológico não funciona tão bem como de costume, o que a deixa mais suscetível aos germes responsáveis pelas intoxicações alimentares. A salmonela não prejudica o bebê diretamente.


A
toxoplasmose é uma doença causada por um parasita às vezes encontrado em carnes cruas, incluindo as defumadas, como o presunto de parma, por exemplo. O parasita também pode estar no solo, em verduras não lavadas e em fezes de gatos. Geralmente, os sintomas da doença se parecem com uma gripe fraca, o que pode fazê-la nem perceber que teve algo mais sério. O problema é contrair a toxoplasmose pela primeira vez durante a gravidez, já que o parasita pode atravessar a placenta e atingir o bebê. A fase em que causa mais danos ao feto é o primeiro trimestre de gestação.

Felizmente, as chances de se pegar toxoplasmose na gestação são baixas. Se você já teve uma vez, não vai pegar de novo. Caso tenha gatos em casa, as chances de que até tenha tido a doença e já tenha desenvolvido imunidade a ela são maiores. Não se preocupe, porque o teste para a doença faz parte da
bateria de exames que seu médico pedirá para realizar antes ou assim que você descobrir que está grávida.

Reduza os riscos de contrair salmonela ou toxoplasmose tomando as seguintes precauções de higiene com os alimentos (as observações abaixo se aplicam a todos os tipos de carne ou aves):


• guarde a carne na geladeira de forma que seus líquidos não escorram em cima de outros alimentos


• não use a mesma tábua para cortar ou bater carne e picar verduras ou fatiar alimentos cozidos sem limpá-la muito bem antes


• mantenha marinadas de carne dentro da geladeira, em um recipiente coberto


• lave bem as mãos e os utensílios depois de mexer com carne crua


• cozinhe a carne até que não esteja mais rosada por dentro e o suco que sai dela esteja transparente (faça um teste com um garfo na parte mais grossa)


• tenha cuidado especial com churrascos, já que a carne pode até parecer mais tostada por fora, mas ainda pode estar malpassada por dentro 

Comer Qualquer Tipo de Peixe e Frutos do Mar?
A maioria dos peixes e frutos do mar é segura para se comer durante a gravidez, desde que bem cozida. Tenha bastante cuidado, porém, com preparações cruas, porque o risco de contrair uma infecção é maior.

Frutos do mar frescos e crus podem ser perigosos pelo potencial de conter parasitas que roubem do seu corpo os
nutrientes necessários para o crescimento do bebê. O processo de congelamento e cozimento na temperatura certa mata os parasitas.

Muitos restaurantes japoneses optam pelo peixe congelado para preparar sushis exatamente por esta razão. Não se acanhe de perguntar no seu restaurante preferido se é isso o que fazem, assim você pode degustar o que quiser bem mais tranquila. Outra coisa para ficar de olho é em peixes servidos malpassados, como postas de salmão ou atum. Peça para o seu vir mais cozido.


Ostras e outros mariscos devem ser evitados na gestação, a menos que sejam parte de um prato quente e tenham sido bem cozidos. Crus, eles podem estar contaminados com bactérias e vírus que podem provocar intoxicação alimentar. A gravidez é uma fase particularmente suscetível a este tipo de intoxicação, porque o sistema imunológico da mulher fica suprimido.


Em casa, cozinhe frutos do mar a uma temperatura interna de 63o Celsius, por cerca de 15 segundos. Caso não tenha um termômetro, os parâmetros abaixo podem ajudá-la a determinar quando frutos do mar estão prontos para o consumo:


• Para peixes: coloque a ponta de uma faca afiada através da carne e puxe ligeiramente. As laterais devem estar opacas e o centro do peixe ligeiramente translúcido, com os pedacinhos da carne começando a se separar.


• Deixe o peixe descansar por três a quatro minutos para finalizar o cozimento.


• Camarões e lagostas ficam vermelhos quando cozidos, com a pele em um tom opaco. Vieiras ficam com uma coloração leitosa ou opaca e firme.


• Para moluscos, mexilhões e ostras, fique atenta ao momento em que as conchas abrem, o que indica que estão prontos. Jogue fora todos aqueles que não se abrirem após o cozimento.


Gestantes devem evitar o consumo de cação, peixe-espada, garoupa e marlin devido aos altos índices de mercúrio presentes em sua carne, algo que pode ser prejudicial ao desenvolvimento do sistema nervoso do bebê. O atum é outro peixe cuja ingestão deve ser mais limitada exatamente pelo mesmo motivo. 

Comer Comida Apimentada?
A pimenta não faz mal do ponto de vista de má-formação do bebê nem é abortiva, só que ela muda o pH do estômago e isso sim tem consequências ruins para a mulher, já que a gravidez em si causa modificações digestivas muitas vezes desagradáveis (como intestino mais lento, refluxo, azia).

Uma gestante que está passando superbem e não tem os sintomas descritos acima pode fazer um teste e ver se realmente não tem nenhum mal estar depois.


No final da gravidez, as
hemorroidas são comuns, e podem ficar mais sensíveis e doloridas se você comer muita pimenta.

Agora, se você experimentar e não sentir nada de ruim, curta então sua pimentinha tranquila, porque, ao contrário do que diz a lenda, pimenta
não desencadeia trabalho de parto. 

Comer Chocolate à Vontade?
Boa notícia: pode! Os especialistas dizem que a quantidade de cafeína presente no chocolate é pequena e, mesmo assim, não há nada que comprove que o consumo moderado de alimentos que contenham cafeína possa ser prejudicial às gestantes ou aos bebês.

Na verdade, há até um estudo finlandês mostrando que mulheres que comeram chocolate durante a gravidez acabaram tendo bebês mais tranquilos.


Outra pesquisa indica ainda que o chocolate, especialmente o tipo meio-amargo, pode ajudar a prevenir complicações da gravidez como a
pré-eclâmpsia (caracterizada pelo aumento excessivo da pressão e a presença de proteína na urina).

Claro que a moderação deve ser sempre a norma, já que chocolate demais pode dar enjoo e, ainda por cima, fazer você
engordar além da conta, por ser um alimento calórico.

Um comentário:

  1. Opaaa, obrigada pela visita =D
    Aiiii é tão bom comer...problema é engordar!! rs o bife de figado foi super recomendado pelo meu GO na gravidez e agora tbm enqto amamento!
    beeijo

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante pra mim!

Obrigado pela visita!!!

♡ Grauce e Junior ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...