05 abril 2013

Tenho agora ou deixo pra depois?

Outro dia eu tava conversando com a prima do meu esposo sobre a hora de ter filho. Ela, na época, tava tentando engravidar mais ainda tinha dúvidas se realmente queria, se realmente era o momento. Semanas depois ela descobriu que estava grávida de pouco menos de 1 mês.

Ai eu me deparei com uma questão que envolve muitas pessoas (homens e mulheres) nesse quesito. Muita gente quer terminar a faculdade, arrumar um emprego melhor, ter casa própria, viajar... Enfim, quer esperar, se preparar finaceiramente, se estabelecer, curtir mais a vida. Mas ai eu penso, se agente for esperar isso tudo acontecer, ou nunca teremos filhos ou teremos tardiamente.

Pensem comigo, se você compra uma casa ele é ótima por um tempo, depois você quer melhorar uma coisa aqui, outra ali, quer trocar os móveis, os eletrodomésticos. Se você tem um emprego, você quer trocar pelo que é melhor no seu ponto de vista, aquele que é o seu sonho. E eu pergunto: o que te impede de fazer tudo isso com seus filhos?

Olhem o meu exemplo. Depois de 4 anos de relacionamento, me casei. Com 5 meses de casada me vi grávida de 2 meses e sem ter planejado, morava numa favela, viviamos com pouco mais de um salário. Pensei: "Pronto, agora mesmo que eu não saio daqui!". Ai, marido meteu as caras e pediu pra ser mandado embora, a empresa que ele trabalhava pagava pouco, tinha poucos benefícios. Saiu da empresa, arrumou um "biscate" que não tinha nada a ver com o que ele gostava e pagava menos ainda. Depois arrumou um outro, que dava um pouco mais de garantia no quesito dinheiro. Mas mesmo pulando de galho em galho, ele procurava coisa melhor, tanto que não quis assinar a carteira por saber que era temporário.

Até que ele conseguiu entrar numa empresa de nome, que pagava bem, oferecia vários benefícios. O sonho dele era ser empregado nela! Ai sim mudamos de vida! Temos um pouco mais de conforto em casa, comemos melhor, passeamos mais, podemos dar o melhor (na nossa visão) pro Junior, ele tá fazendo faculdade, me apoia com meu trabalho, mudamos de casa e por último: conseguimos comprar nosso sonhado carrinho. Fala pra mim onde o Junior nos impediu de crescer??

Um filho te impede até onde você permitir. Desde que o Junior era pequeno eu sempre saí, só abria excessões em muito frio, muita chuva ou um sol escaldante! Mas fora isso, sempre vivemos a vida. O Junior só acrescentou e não subtraiu.

Muitos casais param a vida depois dos filhos. As mulheres não se esforçam nem pra cuidar de si próprias, imagina dar uma namorada com o marido. Não estou dizendo pra fazer por obrigação, mas agradar de vez em quando não custa, fora que depois a gente acaba entrando no embalo e curtindo rs. Homem é muito ligado em ter uma mulher que se cuide e em sexo. Por outro lado, os homens não entendem que cuidar de filho, casa, trabalhar e ter tempo e disposição pra eles é cansativo e exaustivo. Mas se o casal tiver cumplicidade, tudo isso é tirado de letra.

Um filho não nos tira nada, pelo contrário. Filho te dá motivos pra lutar, pra querer crescer, pra alcançar seus objetivos. Nunca me vi fazendo tantos planos como faço depois que o Junior nasceu e o Maicon vai no mesmo barco. O eu e ele virou nós, nada é planejado sem que o Junior esteja incluido.

Ai você vai dizer: "Mas Grauce, ser mãe não é mar de rosas." E não é mesmo! Ser mãe, em primeiro de tudo, é renuncia! Você abri mão de comprar aquele sapato dos sonhos, porque seu filho não tem aquele brinquedo que VOCÊ tanto quer dar. Você deixa de sair com as amigas, porque o tempo tá ruim pra sair com ele. Você e seu marido vão ter hora pra namorar, se é que vai dar tempo. O dinheiro dá uma encurtada, mas é tão gostoso comprar leite, farinha láctea, danoninho (eu gosto).

Você vai ter aquele dia de "onde eu tava com a cabeça, porque eu não me cuidei". Vai implorar pra alguém pegar a cria por uns minutos pra sua cabeça relaxar um pouco. Vai se desesperar porque ele vai chorar sem motivo algum. Vai gemer de dor porque seu peito vai rachar e você não vai conseguir negar o peito. Vai ter medo de cuidar do umbigo.

Somos humanos! Temos nervos a flor da pele! Você passar por isso não que dizer que você é uma mãe de merda, ou que você não ama seu filho.

Eu já chorei por não saber o que fazer quando o Junior não me obedecia. Já perdi as estribeiras e gritei com ele e ao ver ele chorar chorei mais que ele, porque ele não tem culpa da mãe estressada que tem. Mas aprendi a ser mãe.

Você não ama seu filho no primeiro olhar, você ama no dia a dia, nessas dificuldades que você passa e supera única e exclusivamente por esse sentimento que só vai crescendo no seu peito que vai chegar a doer de tão grande!


5 comentários:

  1. realmente flor,
    acho que filho só acrescenta, pode até interromper alguns sonhos e adiar alguns planos, mas atrapalhar jamais. Eu queria ter engravidado assim que casei, mas não consegui e fui fazer minha faculdade, quando no sétimos período descobri que estava grávida de surpresa. Não foi planejado, mas olhando para trás vejo que aquele era o melhor momento, e Bryan é um presente na minha vida.Ainda não conseguimos cumprir todas nossas metas, e com dois filhos a coisa complica um cadiquinho rs, mas tenho fé em Deus que ele irá nos abençoar mais e mais.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Grauce .. tb concordo plenamente com vc .. se esperar a vida toda ficar organizada .. esse dia não vai chegar, pois vamos sempre querer mais alguma coisa ... tb acho que ter filho mais tarde não é legal pra ninguém, nem pra gente que vai precisar de muita disposição e tal e pra eles que necessitam de pais jovens, e com muita energia para tantas novidades e brincadeiras ... por isso a natureza fez a gente pra ser pais jovens e avós mais velhos... pra curtir calmamente a ternura dos netos ... vejo um pai q mora aki do meu lado, as 50 anos teve sua filha .. pergunta se ele brinca com ela? claro que não ... só olha e faz um carinho de vez em quando .. de que adianta?? fala sério .. bjs amiga

    ResponderExcluir
  3. Penso EXATAMENTE como vc em tudo!
    Vamos viver a vida, meu povo!!!rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Falou tudooo amiga faço minhas suas palavras, a Bia não me atrapalhou em nada e só me incentiva a crescer!beijooo

    ResponderExcluir
  5. eu tb penso como vc mas uço muitas criticas viu..bom, ja sou graduada, agora penso na pos, mas prefiro fazer apos depois do baby ja q terei de ausentar do trabalho e apos sera justamente para dar uma guinada na carreira, então me planejo sim pra chegar onde quero enquanto profissional, mas não deixo de lado o sonho do baby...aqui namorido esta na segunda graduação, moramos de aluguel (caro bem caro), mas mesmo assim vamos tentar engravidar..algumas pessoas dizem que não deveriamos fazer isso, aproveitar mais a vida de casado...ahh sinceramente eu ignoro,penso como vc,logico que sei que me privarei de certas coisas com um bebe, masnão irei parar de viver por causa do filho, vamos incluir ele (a) no que fizermos...e se for esperar pra ter uma vida perfeitamente estruturada financeiramente....magina que eu vou só olhar por esse angulo..a gente vive muito bem e um bebe vira só pra somar e não atrapalhar como certas pessoas me dizem...aff..bjinhos

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante pra mim!

Obrigado pela visita!!!

♡ Grauce e Junior ♡

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...